29.12.20

‘Coleção Música Sacra Mineira’, com partituras dos séculos XVIII e XIX, está no Portal da Funarte. Publicações são produzidas pela Gerência de Edições do Centro de Programas Integrados da instituição

Funarte oferece, em versão digital, o primeiro volume da Coleção Música Sacra Mineira — inventário fundamental dos primórdios da produção musical brasileira, com partituras de obras dos séculos XVIII e XIX. Nas 347 páginas deste volume inicial, estão cinco das 77 obras que compõem a coleção — uma iniciativa que remonta ao passado da Funarte, quando uma série de pesquisas em acervos históricos resultou no levantamento deste repertório e, em etapas distintas, em publicações como O Ciclo do Ouro: o tempo e a música do Barroco católico (de Elmer C. Corrêa Barbosa, em 1979) e Catálogo de obras: música sacra mineira (de José Maria Neves, em 1997).

Na publicação que inaugura a fase digital da coletânea, o público terá acesso a criações dos compositores Lourenço José Fernandes Braziel (Salmo 129 — De profundis), Manoel Camelo (Flos Carmeli), Marcos Coelho Neto (Ladainha de Nossa Senhora a quatro), Antônio dos Santos Cunha (Hino e Antífona de Nossa Senhora) e Jerônimo de Souza Lobo (Novena de Nossa Senhora do Carmo). Produzido pela Gerência de Edições da Funarte (ligada ao Centro de Programas Integrados, o Cepin), o livro pode ser acessado na seção Edições Online do portal da FUNARTE

A organização do volume é do professor Carlos Alberto Figueiredo, doutor em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), com estágio pós-doutoral no Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (Cesem) da Universidade Nova de Lisboa (Portugal) e cursos de regência coral no Conservatório Real de Haia (Holanda) e na Fundação Kurt Thomas (também na Holanda) e na Bachakademie, de Stuttgart (Alemanha).

 
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 17:28  comentar

16.12.20

Cantor tinha feito um transplante de medula em setembro, para tratar de um linfoma, e no mês passado foi internado com Covid-19. Artista estava na banda desde sua formação, no início da década de 1980.

 

Paulo César Santos, o Paulinho, o Paulinho foi diagnosticado com coronavírus enquanto se recuperava de um transplante de medula óssea que havia feito em setembro para tratar um linfoma – no procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente, que respondeu bem ao tratamento. No entanto, em novembro, ele precisou ser novamente internado, desta vez com Covid-19.

 

Trajetória

 

Nascido no Rio em 1952, Paulo César Santos se apresentava em bailes cariocas antes de se juntar à banda Os Famks, nos anos 1970. O grupo depois mudaria o nome Os Motokas, antes de receber o nome definitivo, Roupa Nova, após assinar um contrato de gravação, já na década de 1980.

 

Com Serginho Herval, Kiko, Nando, Ricardo Feghali e Cleberson Horsth, ajudou a transformar o Roupa Nova em fenômeno já no início dos anos 80.

 

O grupo se consagrou a partir do segundo disco da carreira, lançado em 1982, com a clássica “Clarear”, que se tornou tema da novela “Jogo da vida” (TV Globo). (Redação AgênciaFM \  Foto: Jamile Alves/G1 AM). 

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 15:51  comentar

9.10.20

Câncer mata Eddie Van Halen, um dos maiores guitarristas da história do rock, aos 65 anos 

Guitarrista e fundador da banda Van Halen morreu nesta terça-feira, 6,  em hospital nos EUA depois de uma longa luta contra um câncer na garganta.

De acordo com fontes do site TMZ, o músico estava internado no hospital St. John na cidade de Santa Monica, nos Estados Unidos. Ele estava acompanhado de sua mulher, Janie, do filho, Wolfgang, e de Alex, seu irmão e baterista da banda. Eddie Van Halen foi um dos maiores guitarristas de rock da história e fundou em 1972 junto com o seu irmão, Alex, a banda batizada dois anos depois com o sobrenome deles.

A banda

O Van Halen foi uma das bandas mais influentes do hard rock e também do heavy metal. O estilo enérgico e espalhafatoso da banda marcou a cultura dos anos 1980. Em 2007, o grupo entrou para o Hall da Fama do Rock.

Nascimento 

Ele nasceu em Amsterdã, na Holanda, mas se mudou ainda criança com a família para a Califórnia, nos EUA.

Na segunda metade da década de 1970, o Van Halen começou a se destacar na cena de rock de Los Angeles. Eles lançaram o disco de estreia em 1978.

O auge da banda veio com o disco "1984", que naquele ano rendeu uma indicação ao Grammy e levou o single "Jump" a ser o primeiro e único da banda no primeiro lugar das paradas pop dos EUA. (Fram Martins \ AgênciaFM)

 

 Cantor Johnny Nash morre aos 80 anos

O norte-americano ficou famoso  nos anos 70 pelo hit “I Can See Clearly Now”, morreu aos 80 anos, disse seu filho ao site de celebridades TMZ e a uma emissora de TV de Los Angeles. Nash morreu na terça-feira, 6,  de causas naturais, afirmou o filho, John Nash III, ao TMZ. 
 

“I Can See Clearly Now”, lançada em 1972, liderou a parada da Billboard Hot 100 por quatro semanas e se tornou um sucesso no Canadá, Reino Unido e África do Sul.

Já no final dos anos 1950 como cantor e ator. Ele se mudou para a Jamaica em meados dos anos 1960, onde foi influenciado pela música reggae. Nash também fez sucesso com sua versão de “Stir It Up”, de Bob Marley, e “There are More Questions Than Answers”. Seu último álbum de estúdio, “Here Again”, foi lançado em 1986. 

(Redação Formas&Meios Brasil).

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 11:42  comentar

5.10.20

Segundo a família, causa da morte foi infarto; velório será reservado apenas para familiares 

Morreu neste domingo (4) o músico, jornalista e escritor Zuza Homem de Mello, aos 87 anos. De acordo com a publicação da família em uma rede social, Zuza morreu em casa enquanto dormia em seu apartamento, no bairro de Pinheiros, em São Paulo. O comunicado foi assinado pela mulher de Zuza, Ercília Lobo, filhos e netos.

 

Breve biografia 

 

José Eduardo Homem de Mello, mais conhecido como Zuza Homem de Mello, nasceu no dia 20 de setembro de 1933. Jornalista, ele se especializou na história da música popular brasileira (MPB).

Zuza atuou como baixista na noite até que, em 1955, abandonou o curso de engenharia para se dedicar à música. No ano seguinte, iniciou-se no jornalismo, assinando colunas sobre música para os jornais Folha da Noite e Folha da Manhã.

Em 1957, foi estudar música na School of Jazz, em Tanglewood, nos Estados Unidos, onde teve aulas com Ray Brown e outros músicos. Entre 1957 e 1958, estudou musicologia na Juilliard School of Music, de Nova Iorque.

 No ano de 1959 retorna ao Brasil e  ingressou na TV Record, onde permaneceu por cerca de dez anos trabalhando como engenheiro de som nos programas de MPB e festivais, além de atuar como booker na contratação de astros internacionais.

Entre 1977 e 1988, Zuza concentrou suas atividades no rádio e na imprensa, produzindo e apresentando programas e fazendo crítica de música popular para o jornal O Estado de S. Paulo, além de outras publicações no Brasil e no exterior. Em 1997, Mello coordenou a Enciclopédia da Música Brasileira. (Redação AgênciaFM). 

 
EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 14:56  comentar

18.8.20

Personalidade renomada entre fãs de rock,  Pete passou pela banda Waysted e, posteriormente, The Pete Way Band. Pete morreu dia 14 de agosto.

O baixista famoso por formar o UFO em 1969, ao lado do cantor Phil Mogg, do bateirista Andy Parker e de Mick Bolton, na guitarra. Way tinha 69 anos.

Segundo o comunicado, o músico sofreu um acidente há dois meses, mas não resistiu aos ferimentos e teve óbito confirmado às 11h35 (horário local, Inglaterra) desta sexta-feira. Sua mulher, Jenny, estava ao seu lado.

A banda UFO, fundada em 1969, é considerada um ícone do heavy metal, que marcou na história do gênero performances ao vivo enérgicas no centro de diversas ​​turnês mundiais.

O baixista britânico colaborou com "Fast" Eddie Clarke do Motörhead, ambos se unindo na banda Fastway, com o baterista do Humble Pie Jerry Shirley e o baixista de seu amigo de longa data, Ozzy Osbourne. Ele ainda atuou como produtor de bandas populares de hard rock, como Twisted Sister e Cockney Rejects.

Pete havia terminado recentemente um álbum solo, “Walking On The Edge” com o produtor Mike Clink (Guns n Roses “Appetite For Destruction” entre muitos outros).

Pete Way deixa duas filhas, Zowie e Charlotte e seu irmão mais novo, Neill.

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 14:34  comentar


Busca
 
Pesquise no site
Novembro 2022
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


Sitios indicados
blogs SAPO