2.2.22

 Exposição sobre Nise da Silveira chega ao CCBB em Belo Horizonte. Médica alagoana revolucionou e humanizou o tratamento psiquiátrico

 

Mundialmente conhecida por seu trabalho científico que utilizava o afeto como método, a psiquiatra Nise da Silveira (1905 - 1999) é o tema de exposição em cartaz no CCBB de Belo Horizonte, Nise da Silveira - A Revolução pelo Afeto. Entre os dias 8 de dezembro de 2021 e 23 de março de 2022, o térreo do Centro Cultural recebe mais de 100 obras de clientes do Museu de Imagens do Inconsciente, lugar que recebeu e recebe as produções artísticas de pacientes psiquiátricos, e ainda peças, fotografias, vídeos e aquarelas. A visitação é gratuita e acontece entre as 10h e 22h.

 

Nise da Silveira buscou formas de acessar as camadas do inconsciente e criar um diálogo por meio de ferramentas artísticas e com aplicações científicas. Entre o inconsciente e a sua potente expressão em imagens, a psiquiatra reposicionou o entendimento da loucura na história da humanidade.

 

Sua história na defesa dos direitos de pacientes psiquiátricos começa em 1944, quando foi contratada para o corpo clínico do Centro Psiquiátrico Nacional Pedro II, no Rio de Janeiro (RJ). O lugar tratava os internos com eletrochoques, camisas de força e isolamento, práticas que a psiquiatra se recusou a concordar. Com isso, ela foi transferida para a Terapia Ocupacional, área que até então era desprezada e não contava com os recursos necessários para um bom tratamento. A partir deste momento, ao lado do médico Fábio Sodré, Nise oferece aos pacientes pincéis, tintas e telas brancas. O resultado da iniciativa pode ser visto na exposição Nise da Silveira - A Revolução pelo Afeto.

 

‘Nise da Silveira - A Revolução pelo Afeto’

Datas: até 23 de março de 2022 l Horário: 10h às 22h

Entrada: Gratuita

Classificação indicativa: Livre

Mais informações em: www.nisenoccbb.com.br/

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 17:28  comentar

28.9.21

Exposição  estreia na Funarte MG em 24 de setembro. Projeto foi contemplado com o Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021. Em dezembro, mostra seguirá para o Rio de Janeiro

 

Funarte MG recebe, a partir de 24 de setembro, o lançamento da exposição Uns sobre os outros: História como corpo coletivo, da artista plástica Thelma Innecco, com curadoria de Ana Emília Lobo. A artista utiliza o barro como matéria para refletir sobre a humanidade. O projeto foi selecionado pelo Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021. A mostra ficará em cartaz no espaço cultural, em Belo Horizonte (MG), até 23 de outubro. Em seguida, vai para a Casa França Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, programada para o período entre 20 de dezembro e 20 de janeiro. A visitação na Funarte MG poderá ser feita de quarta a domingo, entre as 14h e 20h. O espaço segue as recomendações de segurança da Prefeitura de Belo Horizonte em relação à pandemia. A entrada é gratuita. Monitores estarão no local para orientar o fluxo de pessoas.  

 

A artista Thelma Innecco conta que a primeira obra da série Uns Sobre os Outros foi Empilhadinhos (na fotografia acima), trabalho que representa a exposição como um todo. “A peça Empilhadinhos mostra múltiplos corpos, horizontais, empilhados uns sobre os outros, e essa série reflete as desigualdades, fragilidades e desamparos humanos, expõe as nossas próprias faltas, num tema aberto às diversas interpretações, já que correlatos em qualquer cidade do mundo. Um ato de resistência e de preservação de memória representado pela delicadeza das esculturas que arrebatam nossos afetos”, comenta a artista.

De acordo com a curadora Ana Emília Lobo, o trabalho oferece uma reflexão sobre a serialização de corpos e subjetividades, mas também apresenta “o que dos outros nos habita”. “Afetos calorosos — coletivos e individuais — comungam do espaço com corpos serializados, eximidos de particularidades. Tal associação nos aproxima uns dos outros, nos faz recordar memórias íntimas, resgatando em nós o sentido de uma humanidade em curso”, destaca a curadora.

 

Exposição

Uns sobre os outros: História como corpo coletivo

Com obras da artista Thelma Innecco

Curadoria: Ana Emília Lobo

De 24 de setembro a 23 de outubro

Funarte MG (Rua Januária, nº 68 – Belo Horizonte)

Horário de visitação: quarta a domingo, das 14h às 20h

Entrada gratuita

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 21:42  comentar

25.9.21

EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO PAULO FREIRE que faria cem anos neste domingo, 19 setembro 

 

Localizada no segundo piso do prédio, a mostra reúne obras de Freire, manuscritos, peças originais, documentos, fotos e vídeos organizados em quatro eixos, que levam os nomes de "Formação", "Angicos", "Exílio" e "Retorno" e passeiam pela vida e legado do educador.

 

Exposição  composta por 140 peças, sendo algumas delas originais. Valéria Toloi, que fez parte da equipe de curadoria, conta que a reunião desses objetos só deu certo com a ajuda do Instituto Paulo Freire e também de pessoas que o conheceram em vida.

 

Os originais vão desde o livro do bebê feito pelos seus pais quando ele nasceu e passam por manuscritos e canetas e lápis usadas por Freire. Há também cartas escritas e recebidas, como a enviada por  ex-primeira-ministra da Índia, Indira Gandhi.

 

 Paulo Reglus Neves Freire foi um educador e filósofo brasileiro. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica. É também o Patrono da Educação Brasileira. Freire nasceu em 19 de setembro 1921, em Pernambuco, e faleceu em 2 de maio de 1997, em São Paulo, SP. {Foto: Instituto Humanista Unisinos}

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 16:34  comentar

16.12.20

 Exposição FotoPRETA – Norte e Nordeste, um diálogo com a cultura afro-brasileira

 

Coletivo Afrotometria propõe debate sobre o papel da imagem nas construções sociais com exposição na Linha 4-Amarela - SP. 

 

Em parceria com a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô, artistas pretos e pretas do Norte e Nordeste apresentam seus trabalhos fotográficos durante todo mês de dezembro na Estação Oscar Freire. Em janeiro de 2021, os 20 painéis que integram a mostra desembarcam na Estação São Paulo-Morumbi.

A mostra suscita diversas reflexões nesse sentido, tendo como ponto de partida o papel da imagem nas construções sociais e dos imaginários. “FotoPRETA – Norte e Nordeste”, segundo os profissionais do coletivo Afrotometria, propõe a desconstrução de diversos estereótipos raciais e regionais consolidados em nossa cultura.

 

serviço

FotoPreta – Norte e Nordeste

Estação Oscar Freire: Até 8 de janeiro

Estação São Paulo-Morumbi: de 9 a 29 de janeiro

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 16:09  comentar

15.1.20

Além da exposição, workshop também compõe a agenda de ações especiais no mês de celebração do aniversário da cidade 

Foto: www.globo.com 

 

O Museu do Café, Localizado em Santos, SP, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, realizará atividades gratuitas para comemorar o 474º aniversário de Santos, em janeiro. As atrações, idealizadas para homenagear a cidade, incluirão a exposição “Olhares Artesanais”, presente no espaço da cafeteria entre este mês e março, e a oficina “Câmera Mágica”.

 

 

A agenda tem início no dia 20 de janeiro, com a inauguração da mostra; serão mais de 20 fotos expostas, registradas com equipamentos construídos manualmente. O foco são cenas urbanas do município e do porto. O conjunto ficará disponível no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café até 1º de março, complementando a experiência de visitação.

 

Assinam o trabalho Ricardo Hantzchel, Anna Clara Hokama, Adelino Matias Jr., André Solnik, Gustavo Falqueiro, Marcella Marigo e Maurício Sapata. 

 

serviço

 

Museu do Café – Mostra ‘Olhares artesanais’

20/01 A 01/03 | Ter a Dom | 9h às 17h

 

Oficina “Câmera mágica”

26/01 | Dom | 10h30 e 14h

Faixa-etária: Acima de 6 anos

Museu do Café

 

Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos/SP

Telefone: (13) 3213-1750

Funcionamento: de terça-feira a sábado, (fechado às segundas-feiras) das 9h às 17h e, aos domingos, das 10h às 17h

R$ 10,00 e meia entrada para funcionários da rede pública do Estado de São Paulo e terceira idade

Grátis aos sábados

Acessibilidade no local

EDITORIAS:
link do postPor Fram Martin Equipe formasemeios, às 14:27  comentar


Busca
 
Pesquise no site
Novembro 2022
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


Sitios indicados
blogs SAPO